segunda, 11 de março de 2019 - 09:18h
Simulação de rompimento de barragem
Órgãos de segurança e controle ambiental preparam em Pedra Branca do Amapari simulação de rompimento de barragem
Por: ASCOM
Foto: ASCOM

Representantes de órgãos de segurança, proteção social e de monitoramento e controle de possíveis danos ambientais do Estado, Governo Federal e do município de Pedra Branca do Amapari participaram de visita técnica junto às instalações da empresa mineradora Beadell Resources Limited. O objetivo da visita, realizada na última quinta-feira, 7/03, faz parte de um planejamento integrado de ação simulada de emergência em caso de rompimento de barragens.

Acompanhados dos técnicos de segurança do trabalho da empresa, os participantes visitaram, no primeiro momento, moradores das comunidades que estão localizados nas adjacências das barragens da mineradora. “Como o simulado se dará na área externa à empresa, queremos demonstrar "in loco" quais as dificuldades de acesso que esses moradores possam ter, caso haja rompimento de alguma barragem”, explicou o técnico em segurança, Gleyson Nunes.

Com cerca de 14 mil habitantes o município de Pedra Branca possui aproximadamente 40% dos seus residentes em áreas rurais, onde a empresa Beadell realiza operação. Além do impacto social e ambiental que podem ser causados pelo rompimento, o município preocupa-se principalmente com a conscientização e segurança da vida dos moradores e agricultores presentes na área de risco.

“Acima de qualquer outra ação, é importante que as famílias saibam do risco que estão correndo e assim trabalhemos juntos para garantir a segurança dessas pessoas e a preservação da fauna e flora do lugar. Vamos acompanhar e dar todo suporte possível para que as medidas necessárias sejam tomadas”, ressaltou o secretário municipal de Meio Ambiente de Pedra Branca, Saymon Abreu.

Por meio de levantamento solicitado pela Agência Nacional de Mineração (ANM) à Beadell, em atendimento à demanda apresentada pela prefeita de Pedra Branca do Amapari, Beth Pelaes, foi constatado que 14 moradias estão localizadas às margens do Igarapé Jornal, área jusante a uma das barragens.

De acordo com Fábio Cury, coordenador de Operação da empresa, um próximo estudo irá definir quais destas casas estão ou não em área de risco. “Estamos no aguardo dos resultados de um próximo estudo que irá definir quais destas residências estão em área eminente de risco. Porém, nossas equipes já trabalham com a conscientização e o alerta junto aos moradores”, disse Fábio Cury.

Os visitantes conheceram as estruturas das barragens 11 e 17, a primeira já em fase de fechamento e a segunda em operação. Segundo o representante de Operação da empresa, equipamentos de monitoramento, como piezômetros e indicadores de nível de água, são analisados diariamente para garantir a segurança.

“Nosso dano potencial é alto porque temos pessoas que moram nas adjacências das barragens. Porém, outros critérios podem definir esse índice. O que garante a estabilidade e segurança dos muros é o monitoramento, a escolta com a emissão de relatórios constantes e decisão nas ações”, ressaltou Cury.

Na próxima semana, as autoridades responsáveis estarão novamente reunidas para discussão e elaboração de um cronograma de ações que deverão ser desenvolvidas até o dia do simulado de rompimento de barragem, previsto para acontecer em junho deste ano.

Para o comandante do Corpo de Bombeiros Militar do Amapá, Coronel Wagner Coelho, “essa atividade de campo foi essencial para podermos ter a dimensão e um referencial do que teremos que planejar. Deveremos construir as ações de forma gradual, de acordo com o risco que ocorrer”, concluiu.

A visita contou, ainda, com a presença de agentes da Defesa Civil Municipal de Pedra Branca do Amapari (CGDCM), da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (Cedec), técnicos do Instituto do Meio Ambiente e de Ordenamento Territorial do Amapá (Imap), Secretaria de Estado da Inclusão e Mobilização Social (Sims) e Universidade Federal do Amapá (Unifap).

 
COMO CHEGAR
NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

AMAPARI - Prefeitura do Município de Pedra Branca do Amapari
Av. Francisco Dutra, 347, Pedra Branca do Amaparí - AP, 68945-970 - (96) 3322-1235 - contato@amapari.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2019 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá